Connect with us

Dia a Dia

Gaeco faz busca e apreensão no Fórum de Rio Claro

Servidor do Tribunal de Justiça, lotado em Rio Claro, repassava informações à grupo criminoso

Published

em

Na última quinta-feira, 27.09, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou a Operação Delivery e cumpriu mandado de busca e apreensão no Fórum de Rio Claro. As investigações decorrem de elementos obtidos na Operação Fumaça, que levou à apresentação de acusação formal contra advogados, delegado de polícia, investigador e empresários, por práticas de extorsão, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Todos são acusados de exigir de suas vítimas, entre elas uma idosa com quase 70 anos, valores que eram entregues para advogados e consultores integrantes da organização criminosa. Como forma de atemorizar as vítimas, os membros da organização exibiam notícias de operações do Gaeco e mandados de prisões falsos, exigindo o pagamento de quantias milionárias para evitar os cumprimentos.

Os advogados e consultores integrantes do bando informavam que poderiam intervir junto a autoridades públicas do sistema de Justiça penal para resolver as pendências criminais das vítimas.

Desta vez, a investigação apurou que um servidor do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, lotado em Rio Claro, repassava informações e documentos a um dos integrantes do grupo criminoso. Os dados eram obtidos por ele em razão do exercício funcional, em troca de vantagens econômicas.

Anúncio

ASSINE A NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba as notícias do O Jornal



FIQUE TRANQUILO, TAMBÉM NÃO GOSTAMOS DE SPAM!

Anúncio

Facebook

Anúncio
Anúncio